Haverá o tempo… em que todas as questões serão respondidas… todas as nossas ansiedades, medos, desilusões serão respondidas… Acho que iremos nos surpreender com a resposta… ou então será algo tão incrivelmente óbvio… ou talvez seja as duas coisas… sim.

Plasma em plena ação.

Plasma em plena ação.

Desde quando era criança sou completamente fascinado por raios. Eu costumava ficar horas observando aquelas nuvens negras pairando nas alturas, esperando avidamente pelo próximo relâmpago brilhante, aquele rasgo branco no céu, e logo em seguida ouvir o som trovejante de sua passada pela atmosfera. “Que coisa magnífica”, pensava eu. “Como é lindo e poderoso ! Como será que acontece ?” As outras pessoas olhavam, e depois iam embora, Elas nunca conseguiam prestar atenção nessas coisas, como costumo pensar. “Porque elas nao pensam como eu?” indagava-me.

Sempre olhei para os raios e trovões, ou melhor, para as tempestades em geral, como uma prova do poder da natureza, do poder de Deus. Era um misto de beleza, de espanto, de admiração e de respeito. Eu gostava de sentir esse misto de sensações dentro de mim ao observar a Força dos Elementos. Como a Natureza é forte! Ela pode desenhar as formas do Planeta como bem desejar. Ventos fortíssimos, chuvas torrenciais, relâmpagos de milhares de Volts, todos esses fenômenos que moldam a superfície da Terra, seguindo as Leis do Universo de renovação e mudança constante…

Os raios são descargas descomunais de energia entre as camadas mais carregadas da atmosfera e a litosfera. Faz sentido dizer que os raios são o Poder de Deus, pois a eletricidade é uma das forças motrizes que dirigem todas as coisas. Do Micro ao Macrocosmo.

As ligações entre os átomos são compostas por forças de natureza elétrica.

Ultimamente, têm-se dado espaço para uma nova teoria de formação de Estrelas e Galáxias, que é a Teoria do Universo Elétrico, ou Universo de Plasma. Plasma é o 5º estado da matéria, consistente de íons livres em ambientes de baixa densidade (vácuos). O Plasma é um meio altamente transmissor de eletricidade, e há cientistas sérios, ganhadores do Prêmio Nobel, que afirmaram que grande parte do Universo conhecido é formado de Plasma, desse gás ionizado dispersado, através dos anos-luz que separam os astros.

Esse Plasma seria o responsável pela “alimentação” de energia das estrelas, responsável também pela imensa força de atração/repulsão observada em diversas interações dos astros, pelos formatos de galáxias, pela formação de novas estrelas e sistemas solares. A Teoria em si explica e prevê muito do que hoje em dia é ignorado pela Comunidade Astronomica vigente.

Voltando ao meus pensamentos infantis… os raios que gosto tanto de observar sao feitos do mesmo material que as estrelas. A força que faz com que ocorra o raio é a mesma força que faz com que os sistemas e as galáxias sejam como são…

Então, quando olho aquele relâmpago lá no céu, bem longe… minha mente viaja para locais distantes, vê todas as consequências da existência de tal força, e chega à conclusão de que, afinal de contas, aquilo é sim uma demonstração do Poder criador de Deus, o Grande Arquiteto do Universo !

Salamaleico 🙂

Cadastrei meu blog no BlogBlogs.com.br. Viva ! 😀

BlogBlogs.Com.Br

Já existem tantas filosofias, tantas formas de pensamento já criadas, que realmente me indago se é realmente necessário criar mais.
A fase da idealizacao ja nao é mais necessaria. O que realmente se precisa agora é implantar o que já foi pensado.
Há tantas idéias ótimas concebidas por tantas pessoas. Por que nao dar uma chance a elas ?
Eu acho que tudo fica diferente a partir do momento que você coloca uma idéia em prática. Concretizar um plano é o que faz o plano real. Temos muitas idéias ótimas que poderiam transformar as nossas vidas. Porém, sem que sejam tomadas as ações necessárias, as idéias, por mais brilhantes e revolucionárias que sejam, não mudarão o mundo por si próprias.

O que me espanta é ver que a maioria das pessoas sabe muita coisa. Sabem muito, mas aplicam pouco. Um exemplo simples é que todos sabem que comer muito engorda, e comer pouco subnutre. Mas, ainda assim, algo faz com que as pessoas errem. Todos erramos, apesar de sabermos muito sobre tal assunto. Por que continuamos errando, apesar de sabermos o que devemos fazer ?

Eu diria que é por causa das nossas emoções descontroladas. Comemos demais porque tal comida é saborosa, e queremos sentir aquele sabor pelo máximo de tempo possível; queremos ouvir aquela música porque gostamos da sensação que ela provoca em nós; adoramos fazer sexo, pensar em sexo e fantasiar sobre sexo, porque é uma das melhores sensações que podemos sentir vivos. Ora, todas essas coisas são impressões que nosso organismo capta das coisas que fazemos: comendo, ouvindo, transando. São 3 exemplos de milhares de coisas que apreciamos fazer.

O excesso ocorre porque gostamos demais de algo; a escassez ocorre porque não gostamos de algo, ou até mesmo detestamos. Exemplos incluem fazer alguma tarefa, seja doméstica ou empresarial, que não te agrade. Pagar contas, ir ao médico, visitar pessoas com as quais não tem amizade. Mas, principalmente, nós NÃO gostamos de mudanças.

A zona de conforto é algo característico do ser humano. A preguiça física, mental, emocional de gerarmos uma mudança, é bastante comum. Parece que é uma força que nos empurra pra baixo, que nos convida a ficarmos parados, esperando.

“Para que sair daqui ? Aqui está bom. Deixe-me aqui.”
“Não quero preparar comida, quero encomendar pelo telefone. É mais fácil.”
“Por favor, pegue aquela caneta que está em cima da mesa para mim, não quero sair daqui.”

Enfim… a lista continua. Isso também possui outro nome. Chama-se Lei do Mínimo Esforço.

Pois bem, a LME (como a chamarei para economizar espaço) é algo profundamente enraizado em nós. Muitas vezes lutamos batalhas incríveis contra esse impulso para fazermos algo que é realmente muito necessário. Voltando ao raciocínio inicial, o motivo pelo qual há tantas idéias mas tão poucas tentativas de implantá-las é essa tal Lei. Essa “lei” é uma “pedra no sapato” de muitas boas idéias, de grandes mudanças que trariam muitas melhoras à nossa sociedade.

Fora isso, há também a teimosia característica de cada um. Há uma resistência imensa à novas teorias e formas de pensamento. Teimosia que mais parece uma muralha colocada em volta de cada pessoa. Essa “muralha virtual” é fruto do nosso orgulho próprio, e da nossa tentativa de criar um mundo previsível, imutável, confortável para nós mesmos. Pois internamente, dessa forma, nós não teríamos perigo na vida. Com essas características, não é necessário adaptar-se ao mundo constantemente. Não haverão fatores que requererão ações nossas. Poderemos continuar com nossa vidinha de sempre, nossas coisinhas, nossos brinquedos diários. Mas o mundo não é assim. 😀

Continua…

Como fazer para conseguir atenção de um público ?

Essa é uma pergunta que despertou recentemente em mim.

O que aconteceria se, de repente, algum zé-ninguém descobrisse algo incrível e/ou fantástico ? Esse alguém seria ouvido ? Alguém prestaria atenção ao que ele descobriu ?

Dificilmente. Por que alguém se importaria com um coitado qualquer, que mal tem dinheiro suficiente pra ter os gostos atendidos, que mal sabe falar em público, que só tem uma faculdade e um emprego mediano… quem se importaria ?

Chamariam essa pessoa de louca, de insana, ou simplesmente a ignorariam. Ou… no pior dos casos… a apedrejariam, a espancariam e a crucificariam… como fizeram com um certo cara há muito tempo atrás.

Adiantaria algum visionário falar algo fantástico, maravilhoso, que faria toda a diferença se todos praticassem aquilo que ele descobriu ?

….. (muitas reticências)

Somente alguns poucos dariam ouvidos. Somente alguns poucos entenderiam a mensagem, ou se dariam ao trabalho de ouvir tal pessoa.

O problema é que nem sempre a mensagem chega onde precisa.

Às vezes, tal mensagem seria extremamente necessária para certo grupo de pessoas ouvir. Essas pessoas estariam totalmente preparadas, prontas para recebe-la. Mas, devido a várias dificuldades e complicações, a mensagem não chega, ou se consegue chegar, é tarde demais. O momento certo já passou. Quem teve a idéia inicial não está mais presente… essa pessoa se foi.

Esse grupo de pessoas que recebeu a mensagem tardiamente passará por um dilema. Eles não saberão o que fazer com tal conhecimento, pois a fonte original do mesmo não existe mais. E então ?

É algo difícil de se fazer, mas é o que resta para eles: continuar a espalhar o conhecimento que aprenderam. Não rete-lo jamais, pois isso é o mesmo que matar esse conhecimento, privando as prováveis pessoas, que possuem a clareza espiritual, de reconhecerem o poder que tal mensagem encerra…

A Verdade não está concentrada em um único ponto. Ela está espalhada em todas as partes. Todas as partes são importantes, e elas juntas perfazem O Todo. Portanto, todas as pessoas, todos os dias, contribuem para a compreensão da Verdade, pouco a pouco. Todas as pequenas gotas de sabedoria que pingam dia-a-dia do cálice das pessoas são essenciais para o crescimento da felicidade no mundo.

Não desistirei de dizer o que penso acerca de todas as coisas. Não desistirei de tentar abrir os olhos das pessoas que estão dispostas a enxergar, e não fecharei meus olhos para aquilo que os outros quiserem me mostrar.

Rogo para que eu tenha a paciência, a humildade e a fé necessárias para manter essa minha Promessa que faço nesse momento, diante de todos aqueles que venham a ler este escrito.

Liberdade, hoje e sempre !

obs.: retirei esse texto de um outro blog meu, O Viajante Universal, que acabei fazendo outro dia quando deu pau na proxy para o wordpress aqui, e eu simplesmente precisava escrever em algum lugar o que tinha na cabeça.

Arquivos