You are currently browsing the category archive for the ‘cinema’ category.

Estava conversando com um amigo meu esses dias e tivemos um papo cabeça sobre críticas de filmes, pois estavamos falando do novo Batman – O Cavaleiro das Trevas, e o assunto acabou passando por outros temas. Nas palavras desse meu amigo: “falamos sobre influencias de ideias em uma pessoa e como fazer para manter sua identidade e opiniões”. Profundo, hein? Enfim… achei que era uma boa compartilhar isso com o oceano de fãs que possuo (risos) nesse mundão da InterNerds.

Aí vai:

<Agostinho> critica oficial do cinemaemcena
<Agostinho> http://www.cinemaemcena.com.br/Ficha_filme.aspx?id_critica=7225&id_filme=5077&aba=critica
<Tiago+1> agostinho
<Tiago+1> ce le mta critica, cara
<Agostinho> hehe
<Tiago+1> ce tinha q relaxar com isso um pouco, acho
<Tiago+1> sei la
<Tiago+1> pelo menos eu penso q nada substitui a sua visao
<Tiago+1> ja li criticas metendo o pau em filme q depois q assisti, achei ótimo
<Tiago+1> nao da pra usar como base
<Agostinho> é

Depois de um tempo…

<Tiago+1> pqp
<Tiago+1> q critica ein
<Tiago+1> caralho
<Tiago+1> esse cara sabe dizer as coisas
<Agostinho> foi a maior que eu li desse cara tb
<Tiago+1> ele realmente AMOU o filme
<Tiago+1> em todos os sentidos
<Tiago+1> putz
<Tiago+1> ainda bem q a gente vai no kinoplex
<Tiago+1> heuaheua
<Agostinho> auhauhauhauhauhuha
<Tiago+1> realmente, merece cada centavo
<Agostinho> ué, não era voce quem não se importava com criticas e agora tah falando que ainda bem que vamos no kinoplex so pq leu uma critica boa?
<Agostinho> não entendi,sr Mazza….
<Tiago+1> existe uma diferença
<Tiago+1> entre saber uma opiniao, e tomar essa opiniao pra sio
<Tiago+1> *si
<Tiago+1> e leva-la a serio ou dar peso demais a ela
<Agostinho> sim….
<Tiago+1> é isso q eu kero q vc entenda
<Tiago+1> essa é a minha visao
<Agostinho> mas eu entendo isso
<Tiago+1> pq vc nao kis ver wall-e no cinema ?
<Tiago+1> aposto pq vc leu criticas falando mal
<Agostinho> sei la…pq eu queria ver mais Hulk e Agente 86
<Agostinho> as criticas do Wall-E são boas,cara
<Tiago+1> hmm
<Tiago+1> enfim
<Agostinho> eu sou um cara “de lua” para filmes,isso que voce tem de entender
<Agostinho> por exemplo, Armageddom é um filme que amo de paixão…va ver as criticas sobre esse filme
<Agostinho> mas eu gosto

<Tiago+1> certo
<Tiago+1> q bom
<Tiago+1> eu estava preocupado pq tava achando q vc dava credito demais pra caras metendo o pau em filmes
<Tiago+1> se vc nao da, entao blz
<Tiago+1> e sobre o q vc disse
<Tiago+1> de eu ler a critica e curtir ir ver o filme
<Tiago+1> há criticos E criticos
<Tiago+1> tem criticos q nao tem criterio. Que nao sao imparciais. Que não conseguem por de lado suas proprias emocoes e gostos e razoes pra analizar um filme friamente, do jeito que ele realmente é
<Tiago+1> um critico é quase como um juiz
<Tiago+1> ele tem q ser justo com akilo q ele está falando
<Tiago+1> sobre o q ele esta escrevendo e dizendo
<Tiago+1> e nao é o q se ve por ai
<Tiago+1> a maioria simplesmente se deixa levar
<Tiago+1> se o cara nao gosta do tema do filme, se ele nao gosta de 1 personagem, se ele acha qualquer coisinha ruim, ja mete o pau e regaça co filme.
<Tiago+1> ou o contrario
<Tiago+1> se é do tipo q ele gosta, se tem itens nele q o agradam, entao ele aplaude o filme, apesar de haver erros gritantes ou coisas ridículas.
<Tiago+1> Eu gostei dessa critica pq o cara soube analizar bem o filme, e mesmo ele elogiando muitissimo varios aspectos do filme, ele consegue ver pequenas pontos onde há coisas medianas.
<Tiago+1> É um cara criterioso e bastante imparcial. Claro que não por completo, mesmo pq isso nao é possivel. Sempre colocamos nossa opiniao e emocao naquilo que fazemos. Mas o nivel de imparcialidade que ele consegue chegar é muito bom.
<Tiago+1> enfim, é isso
<Tiago+1> espero q tenha entendido
<Agostinho> eu entendi
<Agostinho> brigadu
<Tiago+1> brigadu ?
<Agostinho> sim, por vossa explicação
<Tiago+1> ah, de nada

Breve pausa para reflexão…

Veremos se essas críticas são realmente justas ou não. Mas tenho certeza de que o filme não decepcionará em nada, não após ver o trabalho feito em Batman Begins, e tudo o que a equipe do filme passou pra fazer esse segundo filme. E só pela atuação de Heath Ledger valerá cada centavo. Não sei ainda, mas tenho a impressão de que será uma das atuações de vilão mais bem caracterizada, complexa e profunda que já vi, só se comparando com Ian McDiarmid como Darth Sidious em Guerra nas Estrelas

É isso. Depois dum papo cabeça desse, só me resta ir ver o filme. Apesar de achar interessante ler uma crítica bem escrita, nada substitui a experiência de assisti-lo.

Anúncios
É isso ae ! De que vale a vida se não entramos em contato com novos conceitos, com novas formas de pensar e de agir ? Musica, Cinema, Livros… eu sou um cara viciado em Cultura. Querem conversar sobre algo bizarro ou diferente ? Querem contar alguma experiencia incrivel que tiveram ? Este singelo ser vivo aqui se interessa por tudo. Fale com ele, não hesite 😉

É vivendo a vida, de corpo e alma é que se aprende, e que faz valer a Energia despendida para você ter sido criado, pra fazer valer Você estar aqui. Então, nada mais enriquecedor que ler, ouvir, assistir historias, contos, arte, poesia, para expandir sua Realidade, seu Universo, sua Verdade ! Let’s Go !

De Sidarta para Silmarillion

Então, terminei de ler Sidarta de Hermann Hesse. Muito bom o livro, escreverei sobre minhas impressões em breve. Já posso adiantar que o livro possui muitas lições de vida, muito aprendizado para quem gosta de ler livros com Mente e Coração abertos… e a Sabedoria Oriental continua a surpreender.

Comecei a ler O Silmarillion de J.R.R. Tolkien. Para variar, muito bem escrito, muito bem “viajado”, digamos assim… uma variação do Gênese Universal bastante interessante, a do autor. Faz até bastante sentido… e o livro promete informar sobre a origem de tudo, todas as coisas que deram origem à história épica de O Senhor dos Anéis, os anéis de poder, Mordor e o próprio Sauron…

1408

Fumos e vortemos do Cine… como fazia tempo que não assistia a um suspense/terrorzinho… fumos ver 1408. E ao contrário do que eu estava pensando, 1408 não é ano. É número de quarto ! É, é muito engraçado né, eu sei ! Pode rir. 😛

Enfim, foi interessante. O começo do filme não tem nada de aterrorizante, tampouco fantástico ou terrível. Mas com certeza quando a coisa esquenta, aí não pára mais. Gostei do filme, achei muito bem roteirizado e atuado, e tem efeitos especiais na medida certa. Medo? Ora, é claro. Esse era o objetivo. Sentir medo durante o filme, enfrentá-lo, dominá-lo e vencê-lo !! hehe… sim, eu sou doido. Ainda não aprendeu ?

Pretendo em breve escrever sobre essa minha faceta… será interessante. Aliás, tenho muitas coisas ainda para mostrar aqui… então sempre terá bastante material para compartilhar com os leitores daqui.

Mas estou fugindo ao Tema. Então, 1408 é um filme muito bem feito. Só um alerta… você terá um certo receio quando chegar ao seu quarto de noite. Você pensará 2 vezes antes de apagar a luz para dormir… hehehe. Enfim, mais um medo para se vencer. Mais uma vitória ! Pois o filme faz isso com você… te deixa um pouco nóia. Mas é passageiro, assim como todas as coisas na vida…

O Teatro Mágico

Como fazer pra descrever sensações? Essa parece ser a parte mais difícil. Pois bem, tentarei. Ao entrar no local do Show, achei estranho… senti que estava em meio a pessoas diferentes. Não sei explicar ao certo. Enfim, vi que já haviam começado a música. Fui lá, no meio do povão, procurei um lugar para assistir. Acomodados, eu e minha querida começamos a nos sintonizar ao show. Só sei que depois de um tempo, eu já estava acompanhando as musicas, curtindo o som, vendo os malabares e viajando na poesia. E me surpreendi. O Teatro Mágico é um grupo cativante de artistas. As músicas são feitas com muito sentimento, diria até um carinho especial. Tem uma mensagem muito boa, alto astral, reflexiva, positiva. A troca de energia músico-público é muito boa. É uma espetáculo diferente, pois integra muito bem a música, a poesia, o teatro e o circo. Mas estou me limitando a detalhes técnicos, a palavras e descrições. O que importa são as sensações.

Tentarei me lembrar… senti-me feliz por estar ali, contentei-me por sentir aquelas boas vibrações, aquela energia bela a fluir no ambiente, senti um amor gigantesco pela minha querida garota… aquela momento foi muito especial, ali, dançando ao ritmo do som, com ela, e tocando seus cabelos, e relaxando completamente… “Ana e o Mar”, “O anjo mais velho”, “Realejo”… sucessivamente, as musicas foram se seguindo, a alegria contagiante, a integraçao publico-banda aumentando, e ao final parecia explodir. 😀

Ah e as musicas agitadoras de publico ! Aquelas que levantam a poeira, chacoalha tudo e agita a bodega ! HAHA ! “Camarada D’Água”, “Zazulejo”, “Separô”…. muito dahora, eu cantando gritando que nem um doido, batendo palmas com a galera… show mesmo !


É, foi um FDS memorável. Já é uma ótima lembrança. Não vejo a hora de ter outro igual logo =D

Arquivos