You are currently browsing the category archive for the ‘blog’ category.

Depois de tanto tempo postando em blogs gratuitos, resolvi tomar vergonha na cara e comprar um domínio e contratar uma hospedagem para o meu site. Resolvei também mudar de nome, sabe como é, deixá-lo com um tema apropriado, algo que dê a idéia geral do que se trata o blog e os objetivos dele… então ficou assim:

Labirinto da Mente

Por favor, redirecionem seus Favoritos, seus feeds RSS para lá. A idéia é expandir.

Abraço !

Anúncios

Cadastrei meu blog no BlogBlogs.com.br. Viva ! 😀

BlogBlogs.Com.Br

Acho que é bom informar aos poucos que acessam esse site que agora o feed RSS para os posts está em modo completo, ou seja, você poderá ler todo o conteúdo dos posts diretamente de seu leitor de feed.

Caso encontrem algum problema com isso ou não esteja exibindo os posts completos, por favor me avisem nesse post, colocando um comentário. Obrigado.

Bom, aqui estou eu de volta outra vez. Sinceramente, não sei bem por que escrevo aqui. Vejamos… acho que escrevo para satisfazer uma parte do meu cérebro que gosta de falar. Essa parte adora falar, como se estando em um discurso, coisas grandiosas, polêmicas, reflexões semi-concluídas, indagações da vida e da morte, universo, blablabla…

Essa é uma parte ativa no cérebro de muita gente. E tenho quase certeza de que todos os blogueiros possuem uma mente semelhante nesse aspecto.

Mas, às vezes, esse negócio fica mais, como eu poderia dizer ? Mais fraco, digamos, ou praticamente inativo. Nesses períodos estou geralmente ou muito ocupado fazendo outras coisas, como trampando, estudando, lendo livros ou tocando violão, ou pensando na vida…

O que quero dizer é que, assim como todas as pessoas, possuo uma variedade imensa de atividades, vontades e pensamentos, que mudam conforme o tempo passa/ as estrelas se alinham/ os fatos da vida se sucedem.

Por várias vezes me questionei se o que estou fazendo neste blog é puro ou não; os motivos pelos quais escrevo, e para quem estou escrevendo, entre outras coisas.

Esse blog ja passou por várias fases. Inicialmente, houve o desabafo. A necessidade de falar certas coisas há muito tempo entaladas na garganta. Essa necessidade ainda se faz presente, porque ainda não foi dito tudo. Mas, devido à exposicão de minha pessoa, vejo-me preso devido à minha identidade e aos problemas que porventura seriam causados. Não obstante, a vontade de falar a verdade total e irrestrita ainda permanece como um dos motivos centrais desse blog se manter vivo.

Depois, tive a vontade de expor às pessoas que talvez passassem por aqui a minha visão do mundo e das coisas… as reflexões que eu tinha, as conclusões que chegava, as experiências que tinha. As duas primeiras coisas consegui fazer. Já a terceira, muito superficialmente, isso por causa dos mesmos motivos ditos no ponto anterior. Outro ponto a ressaltar é que percebi que é algo muito dificil passar reflexões e conclusões através de palavras. Esse tipo de experiência é bastante pessoal e único, portanto, bastante complicado de fazer com que uma pessoa, a qual nunca passou por aquilo, entenda. Enfim, comecei a me sentir frustrado, como se estivesse perdendo meu tempo.

Estive pensando recentemente em tudo isso. Acho que este lugar deve ser usado por outro motivo. Não devo escrever aqui como se estivesse para uma grande platéia, ou mesmo pra qualquer pessoa. Não devo escrever aqui como se quisesse convencer a ninguém minha visão de mundo. Não. Tem que ser outra coisa. Tem de ter outro significado, escrever aqui.

O grande problema é a dificuldade em seguir nesse caminho sem nem ao menos precisar do feedback de leitores. É muito contraditório ter um blog para mim mesmo, sem nem ao menos contar com a opinião das pessoas, pois é essa a impressão que tenho escrevendo aqui. Parece que estou falando com paredes, ou com ninguém, ou somente comigo mesmo. Veja bem, agradeço a todas as pessoas que vêm aqui e postam seus comentários, mas gostaria que outras pessoas, fora do meu círculo social e familiar, dessem suas opiniões também…

O ponto de ter um blog é justamente as pessoas lerem e falarem o que acharam. Agora, o que faz um blog ser lido ? Ter milhões de amigos ? Fazer matérias populares pro povão vir acessar e comentar ? Fazer textos sensacionalistas, botar mulher pelada aqui, falar dicas de sexo ?

Se parar ter acessos é isso o necessário, então receio que meu blog será eternamente vazio, ou talvez esporadicamente visitado, pois não é essa a idéia por trás desse site.

Uma coisa que gostaria muito de executar aqui era falar o que quisesse, e falar a verdade. O problema é que as pessoas não estão dispostas a ouvir a verdade, e nem eu sei se estou disposto a enfrentar todas as consequências de ser totalmente sincero. Mas seria algo interessante a ser feito.

Irei escrevendo aqui o quer “der na telha”, e verei o que acontecerá. A partir de agora, este blog passa a ser totalmente imprevisível. Talvez eu apareça com dicas de sexo amanhã, ou talvez com o último caso policial sangrento tomando os jornais. Nunca se sabe.

Poizé…. como diria Rita Lee, “Um belo dia resolvi mudar… e fazer tudo o que eu queria fazer…”

Acontece que não dava pra fazer tanta coisa assim no blogger. Então cá estou. Espero que gostem da minha nova Casa. Dá até pra sentir o cheiro de tinta fresca, de verniz e de gesso. Com o tempo, vou arrumando aqui aos poucos.

Valew pela dica, Luizão. Já fazia um tempo que eu tava pensando em vir para cá, mas não tinha certeza, e fui protelando. Mas tudo sempre tem a hora certa de acontecer… e essa hora chegou !

Até breve.

Arquivos